Responder al tema  [ 20 mensajes ] 
foro galego 
Autor Mensaje

Registrado: 25 Feb 2009 13:41
Mensajes: 96
Nota foro galego
vin por xa por aquí uns cantos galegos, e quixeralles propoñer facer un foro sobre a nosa lingua e debater sobre a nosa situación lingüística e política.
Dade a vosa opinión, estarei moi agradecido.


07 Ago 2010 11:24
Perfil
Iberista
Avatar de Usuario

Registrado: 10 Sep 2007 18:29
Mensajes: 1834
Nota Re: foro galego
Home, eu nom som galego. Som português, pero som um apaixoado pola Galiza e pola nossa língua galego-portuguesa medieval, na qual estou a ler um livro que estou a adorar, nom tanto pola história, pero si pola linguage dos nossos antergos. É moi bó.

Poido eu tamém participar neste tópico com o meu galego-português arcaico e macarrónico?

Moitas graças!

_________________
"Todos os seres vivos tremem diante da violência. Todos temem a morte, todos amam a vida.
Projeta-te a ti mesmo em todas as criaturas. Então, a quem poderás ferir? Que mal poderás fazer?" Buda


07 Ago 2010 19:46
Perfil

Registrado: 25 Feb 2009 13:41
Mensajes: 96
Nota Re: foro galego
por suposto! quizais hoxe en día xa non temos a mesma lingua, pero seguen a ser irmás! calquer aportación sempre ê boa


08 Ago 2010 11:28
Perfil
Iberista
Avatar de Usuario

Registrado: 10 Sep 2007 18:29
Mensajes: 1834
Nota Re: foro galego
Gostava de te fazer uma pregunta, pero antes deixa-me esclarecer uma cousa para que nom haja mal entendidos quanto a ela.

Apesar de eu ser português e de gostar moito de Galiza, nom tenho a mínima idea ou pretensom de que Portugal e Galiza se devam unir, ou de que os galegos devam falar coma os portugueses, como há quem o defenda na própria Galiza (moi pouquinhos, felizmente).

Parecendo-me que defendes (e ainda bem) as particularidades do galego, gostaria de te preguntar, tendo em vista o caso da língua catalã, que é uma língua policêntrica (nom se escreve nem se fala exatamente da mesma maneira na Catalunha e em Valência), o que ti pensas sobre se o galego e o português poderiam tamém, ou nom, ser consideradas uma soa língua policêntrica (galego-português), e nom duas línguas diferenciadas.

Moitas graças!

_________________
"Todos os seres vivos tremem diante da violência. Todos temem a morte, todos amam a vida.
Projeta-te a ti mesmo em todas as criaturas. Então, a quem poderás ferir? Que mal poderás fazer?" Buda


08 Ago 2010 13:17
Perfil

Registrado: 25 Feb 2009 13:41
Mensajes: 96
Nota Re: foro galego
fíxate que ata onte non tiña iso nada claro, consideraba o galego e o portugués linguas diferentes, e o valenciano e o catalán a mesma coma aseguran as súas institucións; pero decidín investigalo prque moitísima xente o discute.
Polo que teño visto, a situación non é comparable coa galego-portuguesa; e non podo ter unha opinión clara, os blaveros e os catalanistas enfrentanse moito como para sacar cousas con sentido.
As normas de castelló do 32 son procatalanas, dandolle independencia linguistica ao valenciano aínda formando parte do catalán.
Pero cando restaurouse a democracia os normas do Puig son separatistas do catalán.
Eu opino que é o que se pretende co galego lusista; mellor dito, na comparación o valenciano é ao catalán o que o galego lusista ao portugués.


08 Ago 2010 14:35
Perfil
Avatar de Usuario

Registrado: 09 Ene 2010 17:44
Mensajes: 26
Nota Re: foro galego
Há linguistas que dizem que o português e o galego formam um dia-sistema linguístico, quer dizer, mesmo idioma e duas grafias (ñ/nh, ll/lh, z/ç, m/n finais e vogais nasais acentuadas com til).
Eu penso que se trata de duas línguas muito próximas, mas distintas, como o castelhano ou o mirandês em comparação com o português e o galego. Realmente todas estas línguas provêm do latim (novilatinas) e compreensíveis entre a Galiza e a Região Interamnense (entre o Minho e o Douro)
Por outro lado, as diferencias entre o catalão e o valenciano são mínimas na escrita, a diferencia maior se produz na fala. Contudo, penso que há mais diferencia entre o português europeu e o português falado no Brasil [mal chamado 'brasileiro'] do que entre o catalão e o valenciano. Vejam por favor este dicionário catalão-valenciano-balear com todas as variações de um idioma comum.
Cumprimentos!
:D


08 Ago 2010 14:56
Perfil

Registrado: 25 Feb 2009 13:41
Mensajes: 96
Nota Re: foro galego
moitísimas gracias polo dicionario, posiblemente non o dese atopado, gustame ver que non só os afectados preocúpanse polos nosos problemas ^^


08 Ago 2010 15:09
Perfil
Avatar de Usuario

Registrado: 13 Sep 2008 03:08
Mensajes: 18
Nota Re: foro galego
Nachete93, o que significa a bandeira "República do Reino da Galiza"?

"República do Reino" não é uma contradição?

Saudações iberistas


09 Ago 2010 02:06
Perfil

Registrado: 25 Feb 2009 13:41
Mensajes: 96
Nota Re: foro galego
si, é unha contradición :D por iso o poño, Reino de Galiza é un nome tradicional de galiza, e pareceme un nome bo, pero eu son republicano ;D


09 Ago 2010 12:30
Perfil
Iberista
Avatar de Usuario

Registrado: 10 Sep 2007 18:29
Mensajes: 1834
Nota Re: foro galego
Um "reino-república", ou uma "república-reino", nom é algo totalmente descabido, nem inédito.


A Polónia foi durante mais de 2 séculos (1572-1795) uma monarquia eletiva, ou seja, após a morte de cada rei, nom se lhe sucedia o filho, pero si outro rei era eleito polos nobres.




http://historymedren.about.com/library/ ... land10.htm



"The Noble Republic, 1572-1795

Although most accounts of Polish history show the two centuries after the end of the Jagiellon Dynasty as a time of decline leading to foreign domination, Poland-Lithuania remained an influential player in European politics and a vital cultural entity through most of the period.



The Elective Monarchy

The death of Sigismund II Augustus in 1572 was followed by a three-year Interregnum during which adjustments were made in the constitutional system. The lower nobility was now included in the selection process, and the power of the monarch was further circumscribed in favor of the expanded noble class. From that point, the king was effectively a partner with the noble class and constantly supervised by a group of senators. Once the Jagiellons passed from the scene, the fragile equilibrium of the commonwealth government began to go awry. The constitutional reforms made the monarchy electoral in fact as well as name. As more and more power went to the noble electors, it also eroded from the government's center.

In its periodic opportunities to fill the throne, the szlachta exhibited a preference for foreign candidates who would not found another strong dynasty. This policy produced monarchs who were either totally ineffective or in constant debilitating conflict with the nobility. Furthermore, aside from notable exceptions such as the able Transylvanian Stefan Batory (1576-86), the kings of alien origin were inclined to subordinate the interests of the commonwealth to those of their own country and ruling house. This tendency was most obvious in the prolonged military adventures waged by Sigismund III Vasa (1587-1632) against Russia and his native Sweden. On occasion, these campaigns brought Poland near to conquest of Muscovy and the Baltic coast, but they compounded the military burden imposed by the ongoing rivalry with the Turks, and the Swedes and Russians extracted heavy repayment a few decades later."




Já a Holanda, durante o mesmo período, era um pouco ao contrário. Era uma "república-monarquia". O país era uma república, mas quem mandava efetivamente era o "stadhouder", que era um cargo, na prática, hereditário. O sistemo político holandês era um pouco confuso e nom encontro agora nada aqui na internet que possa explicá-lo bem.

_________________
"Todos os seres vivos tremem diante da violência. Todos temem a morte, todos amam a vida.
Projeta-te a ti mesmo em todas as criaturas. Então, a quem poderás ferir? Que mal poderás fazer?" Buda


09 Ago 2010 19:34
Perfil
Iberista
Avatar de Usuario

Registrado: 09 Dic 2008 22:06
Mensajes: 131
Ubicación: Almada, Ibéria
Nota Re: foro galego
a meu ver, o galego está suficientemente distanciado do português para ser considerada uma língua diferente, mas a diferença é muito pouca. ou seja, enquanto que as divergências entre o portugues e o castelhano são acentuadas (em vários sentidos), o galego e o português são muito parecidos, daí fazerem as duas línguas parte do grupo "galaico-português" das línguas ibéricas. também não ia achar nada descabido considerar o galego e o português a mesma língua com algumas diferenças mínimas.

quanto ao português do brasil, não passa de sotaque. há uma variação enorme nos sotaques do português (coisa que nunca notei muito no castelhano). um galego pode soar muito diferente de um brasileiro, mas se comparado com um minhoto ou transmontano a situação já é diferente ;)

já agora, para clarificar, o mirandês é uma língua astur-leonesa, mais afastada do português que o galego, teoricamente.


11 Ago 2010 16:18
Perfil

Registrado: 25 Feb 2009 13:41
Mensajes: 96
Nota Re: foro galego
non tiña nin idea de que o portugués de Portugal fôra tan diferente do portugués do Brasil!
Hôme ê lóxico que persoas da parte do norte de Portugal entendanse bên cós galegos, ao fin estamos moi prêto.


12 Ago 2010 11:29
Perfil
Iberista
Avatar de Usuario

Registrado: 10 Sep 2007 18:29
Mensajes: 1834
Nota Re: foro galego
Signatus escribió:
quanto ao português do brasil, não passa de sotaque. há uma variação enorme nos sotaques do português (coisa que nunca notei muito no castelhano). um galego pode soar muito diferente de um brasileiro, mas se comparado com um minhoto ou transmontano a situação já é diferente




Eu não estou por dentro dos vários sotaques do castelhano, mas o sotaque argentino e o cubano parecem-me ser bem diferentes do sotaque dos castelhanos, mas provavelmente não com a mesma diferença existente entre o português de Portugal e o do Brasil.

_________________
"Todos os seres vivos tremem diante da violência. Todos temem a morte, todos amam a vida.
Projeta-te a ti mesmo em todas as criaturas. Então, a quem poderás ferir? Que mal poderás fazer?" Buda


13 Ago 2010 20:13
Perfil
Iberista
Avatar de Usuario

Registrado: 10 Sep 2007 18:29
Mensajes: 1834
Nota Re: foro galego
nachete93 escribió:
non tiña nin idea de que o portugués de Portugal fôra tan diferente do portugués do Brasil!
Hôme ê lóxico que persoas da parte do norte de Portugal entendanse bên cós galegos, ao fin estamos moi prêto.




Nachete, como ti vês a perda de falantes do galego? Para ti os galegos começam a dar mais valor ao que é seu?

E cal a norma que preferes para o galego? Pregunto-o pois parece-me que nom usas a norma RAG a 100%.

_________________
"Todos os seres vivos tremem diante da violência. Todos temem a morte, todos amam a vida.
Projeta-te a ti mesmo em todas as criaturas. Então, a quem poderás ferir? Que mal poderás fazer?" Buda


13 Ago 2010 20:16
Perfil
Administrador
Avatar de Usuario

Registrado: 19 Sep 2007 14:50
Mensajes: 1170
Ubicación: Zamora, Iberia
Nota Re: foro galego
Según tengo entendido si hay algunas diferencias entre el portugués de portugal y el brasileño. en su momento leí un artículo de la evolución de las lenguas coloniales. Centrándonos en américa recuerdo que el que más diferencias presentaba era el brasileño del portugués, luego le seguía el americano del inglés, y luego las lenguas hispano-americanas del castellano peninsular, que curiosamente era el que más había evolucionado con respecto al s.XVI y s.XVII.

Aunque bueno, yo sobre esta encuesta soy un poco escéptico, utilizaban para comparar la prensa escrita de los distintos paises, y no tiene ni punto de comparación el como habla un mexicano de como escribe.

por cierto, y como dato, el país donde menos había evolucionado el castellano antiguo era Ecuador.

_________________
Poco a poco, el ideal ibérico ira calando entre todos los ibéricos. Porque pueblos de una misma estirpe pertenecen a una misma patria. ¡Viva Iberia! - Tartessos


13 Ago 2010 21:15
Perfil
Iberista
Avatar de Usuario

Registrado: 09 Dic 2008 22:06
Mensajes: 131
Ubicación: Almada, Ibéria
Nota Re: foro galego
nachete93 escribió:
Hôme ê lóxico que persoas da parte do norte de Portugal entendanse bên cós galegos, ao fin estamos moi prêto.


não me estava a referir ao entendimento mútuo mas sim à parecença fonética. no norte, "não" é pronunciado "noum" ou "nom", os v's tornam-se b's, etc. embora se percam essas pronúncias nas pessoas mais cultas por muita gente (especialmente cá do sul) automaticamente associar esses sotaques aos "saloios" ou até mesmo "labregos".

Citar:
Eu não estou por dentro dos vários sotaques do castelhano, mas o sotaque argentino e o cubano parecem-me ser bem diferentes do sotaque dos castelhanos, mas provavelmente não com a mesma diferença existente entre o português de Portugal e o do Brasil.


a grande diferença que eu noto nos sotaques castelhanos é nas consoantes, ao invés do português, em que na minha opinião os sotaques sobressaem mais nas consoantes. nas américas os v's, os z's e os c's pronunciam-se como no português, por exemplo. penso que no argentino os "ll" e os "y" se pronunciam como o "ch/j" portugueses. com a exceção talvez dos "ch/j" antes dos i's, o brasileiro nota-se mais nas vogais e na estrutura frásica.


vou dar um exemplo:

estou indo para Portugal (brasil, lê-se /es'tow 'ĩdu 'para poʁtu'gaw/ em IPA)
estou a ir para Portugal (portugal, lê-se /(ɨ)ʃ'tow ə iɾ 'pəɾə puɾtu'gaɫ/ em IPA)

é de notar que o gerúndio ("indo", "andando", "fazendo"...) também é caraterístico da região do alentejo, mas pouco comum no resto de portugal.

alguns outros exemplos isolados:

fazer: /fə'zeɾ/ (Europeu), /fa'ze/ (Brasil)
direito: /di'ɾəjtu/ (Lisboa), /di'ɾejtu/ (Português padrão), /dʒi'ɾeitu/ (Brasil)
partido: /pəɾ'tidu/ (Europeu), /paʁ'tʃidu/ (Brasil)
vermelho: /vɨɾ'məʎu/ (Lisboa), /vɨɾ'meʎu/ (Português padrão), /vɛʁ'meʎu/ (Brasil)

até adicionei dois bónus :p (Lisboa)

se me enganei em algo, avisem. não se esqueçam que nem todos em portugal pronunciam as palavras assim, o mesmo se aplica ao brasil. os /ʁ/ talvez não sejam tão comuns no brasileiro quanto eu fiz parecer.


para quem não sabe ler IPA:

ɨ = "e" em "de"
ə = "a" de "amor" (português!)
ɛ = "é"
e = "ê"
ʎ = lh/ll
ɾ = "r" de "estar" ou "usuário"
ʒ = "j" português
a = "á"
j = equivalente ao y, é um "i" que faz ditongo
ʁ = "rr" português
ʃ = "ch" português (ou "x" galego?)
ɫ = é um "L" um pouco suavizado, vá
ĩ = i nasalizado (como em "domingo")
s = como em "sapato"
w = como o y, é um "u" que faz ditongo

e para finalizar, a sílaba exatamente a seguir ao ' é tónica.



peço desculpa por este post enorme e off-topic, mas só me lembrei de qual era o tema original quase no fim :p


13 Ago 2010 22:37
Perfil

Registrado: 25 Feb 2009 13:41
Mensajes: 96
Nota Re: foro galego
ê bên cêrto que non uso as normas da RAG ao cênto por cênto, porque non me parecen reáis.
O gallego normativo ê moi estraño, a ortografía non ê suficiente, o nôso idioma precisa dunha ortografía acorde âs súas qüalidades.
No gallego normativo só têmos un acento (´) como en castellán, úsase a diérese nos mesmos casos que no castellán
pero o gallego tên vogáis abêrtas, e o normal ê que se marquen.
Moitas palabras do gallego cóllense polo portugués como unha cousa tan sinxella como a preposiçión para que en TODA galliza dise pra, e contraese como outras prep. pro, prá, pros, prás; pr'un, pr'unha, pr'uns, pr'unhas.

E teño bên claro que o gallego sege a ser a lingua máis falada de galliza sen dúbidas. E os neofalantes están a crecer moito.
A situaçión do gallego: boa.

por cêrto a miña forma de escribir en gallego ê unha mezcla da gramática actual, a do 31 e as miñas propias modificaçións, como o uso do ce cedilhada (co mêsmo son que o c/z gallego) ou o lh por ll (xa que manteño o dobre ele en algunhas palabras)
ou o uso do ñ (nh xa ten uso na nôsa lingua :D)


14 Ago 2010 11:56
Perfil
Iberista
Avatar de Usuario

Registrado: 09 Dic 2008 22:06
Mensajes: 131
Ubicación: Almada, Ibéria
Nota Re: foro galego
o problema, nachete, é que se cada um escrever há sua maneira nunca vai haver unificação da língua, e isso não vai apelar muito a novos falantes ou quem já fala não vai ter muita vontade de dialogar por escrito quando tem que se esforçar por perceber as "normas" de cada outro falante.


15 Ago 2010 17:13
Perfil

Registrado: 25 Feb 2009 13:41
Mensajes: 96
Nota Re: foro galego
seino seino, e non digo o contrario, eu escribo así; pero a fala ê a mesma ca de tódolos gallegos, e o normal na vida cotiá ê escribirmos bên XD, só fago-o así cos meus amigos e acó no fôro, por que cosidérovos bôs intelectuáis :lol: :lol:


15 Ago 2010 20:59
Perfil
Avatar de Usuario

Registrado: 25 Jun 2010 18:09
Mensajes: 35
Nota Re: foro galego
Beto. Magnifico resumen.
He leido en un comentario anterior sobre la diferencia entre valenciano y el català. Soy catalanoparlante, y la diferencia es minima y se trata DE LA MISMA LENGUA.
Es como si en Brasil dicen que hablan brasileño y no portugués. LO que ocurre que los valencianos son muy orgullosos y se quieren separar culturalmente del catalunya porque piensan que si el valenciano le otorga el status de una lengua independiente, ellos adquiriran más prestigio.
Català y valenciano es identico..salvo que el valenciano tienen un acento cutre.


13 Oct 2010 16:05
Perfil


Mostrar mensajes previos:  Ordenar por  
Responder al tema   [ 20 mensajes ] 

¿Quién está conectado?

Usuarios navegando por este Foro: No hay usuarios registrados visitando el Foro y 0 invitados


No puede abrir nuevos temas en este Foro
No puede responder a temas en este Foro
No puede editar sus mensajes en este Foro
No puede borrar sus mensajes en este Foro
No puede enviar adjuntos en este Foro

Buscar:
cron
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group
Forum style by ST Software.
Traducción al español por Huan Manwë para phpbb-es.com
phpBB SEO
Crear Foro | Subir Foto | Condiciones de Uso | Política de privacidad | Denuncie el foro