Responder al tema  [ 12 mensajes ] 
Pergunta para os espanhóis do foro 
Autor Mensaje
Iberista
Avatar de Usuario

Registrado: 10 Sep 2007 18:29
Mensajes: 1834
Nota Pergunta para os espanhóis do foro
Boa noite.

Gostaria de perguntar aos espanhóis aqui presentes uma curiosidade que tenho há já algum tempo.

Não pondo eu em causa que haja alguns espanhóis que desejam verdadeiramente a União Ibérica com total respeito para com Portugal e que até conheçam algo relacionado com o país, acho no entanto curioso ver vários espanhóis dizerem que Espanha tem maior afinidade com Portugal do que com os (pelo menos alguns) países latino-americanos de língua castelhana, tendo ainda para mais em conta o facto de esses mesmos países realçarem as suas raízes "hispânicas" (e raramente as indígenas) e chamarem "mãe-pátria" a Espanha (o que não sucede entre Portugal e o Brasil).

Provavelmente os espanhóis terão maior afinidade com um argentino ou um uruguaio do que com um guatemalteco ou um equatoriano devido a fatores etno-culturais. Mas, também provavelmente, a grande maioria dos espanhóis terá um maior conhecimento da cultura de alguns desses países (e senti-la-á mais como sua, por razões óbvias), do que da cultura portuguesa, que continua ainda a ser a do vizinho desconhecido para essa mesma maioria (digo-o, pois já conheci espanhóis que me disseram que a maioria dos espanhóis não sabe nem quer saber nada sobre Portugal).


Se o que escrevi é correto (e corrijam-me se me enganei em algo) não será mais por um mero capricho dizer-se que Espanha e Portugal se devem unir por agora? Não faria mais sentido fazerem, por agora, uma maior aproximação desse género à Argentina, ou talvez ao México, sempre tão "hispânico"?

Muito obrigado pela vossa atenção!

_________________
"Todos os seres vivos tremem diante da violência. Todos temem a morte, todos amam a vida.
Projeta-te a ti mesmo em todas as criaturas. Então, a quem poderás ferir? Que mal poderás fazer?" Buda


20 Ago 2011 22:17
Perfil

Registrado: 09 Ago 2011 12:48
Mensajes: 14
Nota Re: Pergunta para os espanhóis do foro
Ao ser eu galego se calhar esteja mais justificado o interesse por uma união com Portugal. É questão de partilhar uma origem e raízes com o norte de Portugal. Temos um legado cultural que não queremos perder mas estamos a ver como a cada passo vai-se esquecendo pelas novas gerações. Por outro lado, Galiza representa uma parte importante da Espanha ainda que case nunca tivera peso político.

É curioso o caso da Hispano-América. Unem-nos a língua e a migração, mas qualquer intento de aproximação devolveria a visão de colónia-metrópole, totalmente desfasado na época na que estamos. Hispano-América já criou realidades distintas que podem formar um importante bloco no continente.

Acho que para algumas pessoas é certo que vem a união ibérica simplesmente como a forma de aumentar território, mas não neste forum. É a razão pela que não vejo realizável a união num futuro próximo.
Comparo o caso com uma possível união das Ilhas Britânicas. Há diferenças importantes (um conflito recente) mas imagino as fundamentações de muitos ingleses para se unir e a de muitos irlandeses para o evitar.


22 Ago 2011 14:29
Perfil
Moderador
Avatar de Usuario

Registrado: 25 Feb 2008 15:40
Mensajes: 713
Ubicación: España - IBERIA
Nota Re: Pergunta para os espanhóis do foro
Estuve en Irlanda hace unos meses y percibí buenas dosis de anglofobia, máxime cuando coincidió mi viaje con la visita de su majestad.
En efecto, la sangrienta independencia de Irlanda está a la vuelta de la esquina ...

En cuanto a la cuestión que formula Alexandre, y hablando a título exclusivamente personal, no me siento, pese a los evidentes lazos socio-culturales, compatriota, conciudadano, paisano, hermano o como quiera llamarse, de un argentino o de un mexicano.

Y desde luego, como iberista que soy, sí me siento confraternalmente unido a un portugués.

Así siento, y respecto a los sentimientos no cabe plantearse demasiadas cuestiones. Son tal cual son.

Parece claro que difícilmente se concebiría el iberismo siendo español si no es desde un profundo amor y respeto a Portugal. Y recíprocamente.

Saludos,

JM


22 Ago 2011 15:34
Perfil

Registrado: 25 Feb 2009 13:41
Mensajes: 96
Nota Re: Pergunta para os espanhóis do foro
Posiblemente a principal razón é a lingua que nos une: as famosas telenovelas, a música, o cinema, as academias da lingua española, etc. sono puntos de conexión, igual que o que póden têr os italiáns cos sanmariñenses. Fómos no pasado a súa metrópoli igual que fóstes metrópoli pros brasiléiros. Pero por moito que o intentaramos, eles nunca fórono nosos irmáns nin o van ser.

Pola contra os españois e os portugueses somos irmáns, non de fala, pero si irmáns na historia. Eu, por exemplo, non vexo Iberia como unha oportunidade d'expansión, senon como a oportunidade de liberaren do xugo que lles supón a moitos os estados centrais de portugal e españa e a oportunidade de veren-se coma irmáns todos eles, iguais e libres; pero xuntos no colo da unión fórte e grande que sería Iberia.


22 Ago 2011 15:53
Perfil

Registrado: 06 Abr 2011 14:59
Mensajes: 10
Ubicación: Roquetas de Mar, Almería, Andalucía (España, Iberia)
Nota Re: Pergunta para os espanhóis do foro
Hola. He usado el traductor de Google porque no entendía del todo lo que decías (no sé hablar portugués) y, aunque el traductor no es muy bueno, creo que te he entendido.

Es cierto que hay muy buenas relaciones entre España y lo países de América que hablan español; de hecho, ya hay unas reuniones entre los mandatarios de estos países llamadas Cumbres Iberoamericanas. Pero si te referías a unirse a estos países, yo lo considero imposible, ya que se consideraría una vuelta al imperialismo español y estos países se independizaron hace 200 años.

Portugal es distinto, ya que como dices, a muchos no les importa su vecino, pero por lo general, a esa gente tampoco le importa Francia, Andorra o Gibraltar, ni tampoco Alemania, Reino Unido, etc., por lo que no es que se olviden de Portugal, sino que n o les importa la política exterior.

Un saludo.


24 Ago 2011 09:15
Perfil
Iberista
Avatar de Usuario

Registrado: 10 Sep 2007 18:29
Mensajes: 1834
Nota Re: Pergunta para os espanhóis do foro
Agradeço a todos as vossas respostas e peço desculpa pela demora do meu comentário, mas nem sempre tenho acesso à internet. É mais ao final da semana, e nem sempre.

Agora vou comentar caso a caso e aproveitar para fazer mais algumas perguntas, se me permitem, sobre este e outros assuntos.



escético escribió:
Ao ser eu galego se calhar esteja mais justificado o interesse por uma união com Portugal. É questão de partilhar uma origem e raízes com o norte de Portugal. Temos um legado cultural que não queremos perder mas estamos a ver como a cada passo vai-se esquecendo pelas novas gerações. Por outro lado, Galiza representa uma parte importante da Espanha ainda que case nunca tivera peso político.




A Galiza, quase até ao final da Idade Média, teve um grande peso político dentro do reino de Leão, e depois no de Leão e Castela. Não como entidade política autónoma, que raramente o foi, mas os seus nobres tinham tanto poder que chegavam a "fazer e desfazer" reis. Não terá sido por acaso que os Reis Católicos tiveram de proceder à "doma e castração do reino da Galiza".



escético escribió:
É curioso o caso da Hispano-América. Unem-nos a língua e a migração, mas qualquer intento de aproximação devolveria a visão de colónia-metrópole, totalmente desfasado na época na que estamos. Hispano-América já criou realidades distintas que podem formar um importante bloco no continente.




Eu também não dizia reunir num país único o México e a Espanha. Mas porque não fazer uma espécie de Comunidade Britânica, na qual nem só os países que têm a rainha Isabel II de Inglaterra como chefe de estado (Canadá, Austrália, etc.) participam (penso que até a maioria sejam repúblicas)?
A disparidade entre a Inglaterra e a maioria desses países será talvez ainda maior do que a que existe entre a Espanha e os países da América Latina, e eles não se sentem recolonizados pela Inglaterra (penso eu).



escético escribió:
Acho que para algumas pessoas é certo que vem a união ibérica simplesmente como a forma de aumentar território, mas não neste forum. É a razão pela que não vejo realizável a união num futuro próximo.




Pode ser que agora não as haja neste fórum, Escético. Já não venho aqui há muito para o poder dizer. Mas antigamente se não as havia, estavam muito bem disfarçadas.



escético escribió:
Comparo o caso com uma possível união das Ilhas Britânicas. Há diferenças importantes (um conflito recente) mas imagino as fundamentações de muitos ingleses para se unir e a de muitos irlandeses para o evitar.




E será que os ingleses se quereriam unir à Irlanda? Tenho algumas dúvidas, mas não tenho conhecimentos sobre o assunto. A ideia que tenho dos ingleses (que poderá estar totalmente errada) é a de que não querem saber muito de uniões com ninguém. Até mesmo se a Escócia se vier a tornar independente em breve, não me parece que os ingleses se venham a entristecer muito (a não ser, claro, por perderem a grande riqueza do petróleo do Mar do Norte).



Para terminar, e já que vejo que o teu português é excelente, gostava de te perguntar qual a tua opinião em relação à interminável questão da língua galega. Para ti, é uma língua diferente do português? É a mesma língua? Sendo a mesma língua, deve escrever-se respeitando ao máximo o que é galego, ou deve ser escrita totalmente à portuguesa, como defende a Academia Galega da Língua Portuguesa?

Obrigado.

_________________
"Todos os seres vivos tremem diante da violência. Todos temem a morte, todos amam a vida.
Projeta-te a ti mesmo em todas as criaturas. Então, a quem poderás ferir? Que mal poderás fazer?" Buda


25 Ago 2011 18:46
Perfil
Iberista
Avatar de Usuario

Registrado: 10 Sep 2007 18:29
Mensajes: 1834
Nota Re: Pergunta para os espanhóis do foro
Juan Manuel escribió:
Estuve en Irlanda hace unos meses y percibí buenas dosis de anglofobia, máxime cuando coincidió mi viaje con la visita de su majestad.
En efecto, la sangrienta independencia de Irlanda está a la vuelta de la esquina ...




Quem sabe não seja, mais do que anglofobia, asco para com a instituição monárquica. Mas não sei. Quando estive há uns anos na Irlanda, além de me parecem das pessoas mais detestáveis que eu já vi (novos ricos a 100%, com tudo aquilo que lhes está associado), pareceu-me que tudo girava em volta do que se produzia em Inglaterra (jornais, futebol, e um longo etc.), por isso, se for este o caso, será uma anglofobia muito curiosa.



Juan Manuel escribió:
En cuanto a la cuestión que formula Alexandre, y hablando a título exclusivamente personal, no me siento, pese a los evidentes lazos socio-culturales, compatriota, conciudadano, paisano, hermano o como quiera llamarse, de un argentino o de un mexicano.

Y desde luego, como iberista que soy, sí me siento confraternalmente unido a un portugués.

Así siento, y respecto a los sentimientos no cabe plantearse demasiadas cuestiones. Son tal cual son.




Como diz Juan Manuel, e bem, sentimentos não se discutem. E eu agradeço as opiniões pessoais, mas eu tentava saber principalmente, mais do que os sentimentos dos que participam neste fórum (que serão mais ou menos previsíveis), era os "sentimentos" da maioria da sociedade espanhola (ainda que se saiba de todos os perigos que há em se generalizar e em se falar em nome dos outros).



Juan Manuel escribió:
Parece claro que difícilmente se concebiría el iberismo siendo español si no es desde un profundo amor y respeto a Portugal. Y recíprocamente.




Pois a mim não me parece assim tão claro que essa concepção seja partilhada por todos, ou até mesmo pela maioria, dos portugueses e espanhóis que se dizem iberistas nas sondagens. Mas posso estar enganado.

_________________
"Todos os seres vivos tremem diante da violência. Todos temem a morte, todos amam a vida.
Projeta-te a ti mesmo em todas as criaturas. Então, a quem poderás ferir? Que mal poderás fazer?" Buda


25 Ago 2011 19:23
Perfil
Iberista
Avatar de Usuario

Registrado: 10 Sep 2007 18:29
Mensajes: 1834
Nota Re: Pergunta para os espanhóis do foro
nachete93 escribió:
Posiblemente a principal razón é a lingua que nos une: as famosas telenovelas, a música, o cinema, as academias da lingua española, etc. sono puntos de conexión, igual que o que póden têr os italiáns cos sanmariñenses. Fómos no pasado a súa metrópoli igual que fóstes metrópoli pros brasiléiros. Pero por moito que o intentaramos, eles nunca fórono nosos irmáns nin o van ser.




Sim, fomos a metrópole do Brasil, e a maioria da sua população descende de portugueses, mas culturalmente há hoje em dia, a meu ver, muito mais diferenças na maneira de ser e de estar, entre um português (generalizando, apesar dos perigos) e um brasileiro, do que entre um mexicano e um espanhol.

Enquanto os brasileiros sempre fizeram questão em renegar os seus laços culturais com os portugueses e preferiram "africanizar-se", os latino-americanos sempre exaltaram as "suas" tradições, que foram as deixadas pelos castelhanos nas Américas, e mesmo a sua maneira de ser e de estar, me parece ser muito mais semelhante à dos espanhóis do que a dos portugueses e brasileiros entre si. Já para não falar das diferenças entre portugueses e espanhóis.

Voltando a generalizar, não se sentirá provavelmente mais em casa, por exemplo, um andaluz que não seja nem pró nem contra o iberismo, em visita ao México (onde poderá ver muita da sua cultura reproduzida nos mais variados aspectos) do que em visita a Portugal onde o contraste será bem maior?



nachete93 escribió:
Pola contra os españois e os portugueses somos irmáns, non de fala, pero si irmáns na historia.




Não concordo totalmente com isso. Além de o português e o castelhano serem praticamente a mesma língua (se exceptuarmos os falsos cognatos, e meia dúzia de diferenças nos ditongos, na terminação dos plurais, etc.), mas falada de maneira diferente, os portugueses são (ou foram) irmãos de fala dos galegos. E espero que os galegos nunca venham a abandonar a sua língua, apesar do que tenho lido que aponta nesse sentido.



nachete93 escribió:
Eu, por exemplo, non vexo Iberia como unha oportunidade d'expansión, senon como a oportunidade de liberaren do xugo que lles supón a moitos os estados centrais de portugal e españa e a oportunidade de veren-se coma irmáns todos eles, iguais e libres; pero xuntos no colo da unión fórte e grande que sería Iberia.




Com isso já concordo. Iguais e livres. Mas para isso, se "cadra", é preciso mudar radicalmente o conceito de pátria e de nação. Torná-lo menos territorial e "tribal" e transformá-lo em algo mais pessoal e mental.

_________________
"Todos os seres vivos tremem diante da violência. Todos temem a morte, todos amam a vida.
Projeta-te a ti mesmo em todas as criaturas. Então, a quem poderás ferir? Que mal poderás fazer?" Buda


25 Ago 2011 20:17
Perfil
Iberista
Avatar de Usuario

Registrado: 10 Sep 2007 18:29
Mensajes: 1834
Nota Re: Pergunta para os espanhóis do foro
Galdius escribió:
Hola. He usado el traductor de Google porque no entendía del todo lo que decías (no sé hablar portugués) y, aunque el traductor no es muy bueno, creo que te he entendido.




Boa noite. Penso que com um pouco de prática acabarás por entender quase tudo o que escrevo, pois não há grandes diferenças entre o português e o castelhano. Mas se tiveres alguma dificuldade nalguma palavra, pergunta que eu traduzo.



Galdius escribió:
Es cierto que hay muy buenas relaciones entre España y lo países de América que hablan español; de hecho, ya hay unas reuniones entre los mandatarios de estos países llamadas Cumbres Iberoamericanas. Pero si te referías a unirse a estos países, yo lo considero imposible, ya que se consideraría una vuelta al imperialismo español y estos países se independizaron hace 200 años.




Não me referia a fazer um país Espanha-América Latina. Seria mais uma aproximação estilo Comunidade Britânica, talvez com mais sentido do que esta, devido às maiores semelhanças entre a Espanha e a América Latina, do que, por exemplo, entre a Inglaterra e os países africanos, asiáticos e das Caraíbas, com os quais ela partilha, às vezes, a língua e pouco mais.



Galdius escribió:
Portugal es distinto, ya que como dices, a muchos no les importa su vecino, pero por lo general, a esa gente tampoco le importa Francia, Andorra o Gibraltar, ni tampoco Alemania, Reino Unido, etc., por lo que no es que se olviden de Portugal, sino que n o les importa la política exterior.




Não me referia tanto à política externa. Era mais em relação ao aspecto cultural, que é que aquilo que pode aproximar verdadeiramente as pessoas.

Por exemplo, qual é o conhecimento que a maioria dos espanhóis têm das coisas portuguesas (língua, música, gastronomia, geografia, etc.)? A ideia que tenho é de que saberão muito mais sobre esses temas em relação a França, Inglaterra, etc., do que sobre Portugal.

_________________
"Todos os seres vivos tremem diante da violência. Todos temem a morte, todos amam a vida.
Projeta-te a ti mesmo em todas as criaturas. Então, a quem poderás ferir? Que mal poderás fazer?" Buda


25 Ago 2011 20:45
Perfil

Registrado: 09 Ago 2011 12:48
Mensajes: 14
Nota Re: Pergunta para os espanhóis do foro
Alexandre escribió:
A Galiza, quase até ao final da Idade Média, teve um grande peso político dentro do reino de Leão, e depois no de Leão e Castela. Não como entidade política autónoma, que raramente o foi, mas os seus nobres tinham tanto poder que chegavam a "fazer e desfazer" reis. Não terá sido por acaso que os Reis Católicos tiveram de proceder à "doma e castração do reino da Galiza".


Onde disse "case nunca" põe "quase nunca" e assim percebe-se melhor. :wink:
A nobreza galega sempre estivo a se enfrentar, a falta de mouros. Os que chegaram a ter poder foi por servir ao centralismo.
Na disputa do trono de Pedro I e Enrique de Trastámara, toda a nobreza apoiou ao Pedro por anunciar que concederia privilégios. Fernão Peres de Andrade (o nome também aparece assim) ajudou na morte de Pedro I de Castela "o cruel" a mãos do seu irmão Enrique de Trastámara dizendo: ni quito ni pongo rey, pero ayudo a mi señor. Depois deste favor, a casa de Andrade passou a ser a mais importante da Galiza, também vem a repressão e substituição nobiliária. De novo sucederia com os Reis Católicos.

Alexandre escribió:
Eu também não dizia reunir num país único o México e a Espanha. Mas porque não fazer uma espécie de Comunidade Britânica, na qual nem só os países que têm a rainha Isabel II de Inglaterra como chefe de estado (Canadá, Austrália, etc.) participam (penso que até a maioria sejam repúblicas)?
A disparidade entre a Inglaterra e a maioria desses países será talvez ainda maior do que a que existe entre a Espanha e os países da América Latina, e eles não se sentem recolonizados pela Inglaterra (penso eu).


Commonwealth? Não deveria ter lá Portugal o seu sitio?
Acordos preferenciais há, mas não vem ser o mesmo. Não levantes muros culturais que não som tais.

Alexandre escribió:
E será que os ingleses se quereriam unir à Irlanda? Tenho algumas dúvidas, mas não tenho conhecimentos sobre o assunto. A ideia que tenho dos ingleses (que poderá estar totalmente errada) é a de que não querem saber muito de uniões com ninguém. Até mesmo se a Escócia se vier a tornar independente em breve, não me parece que os ingleses se venham a entristecer muito (a não ser, claro, por perderem a grande riqueza do petróleo do Mar do Norte).


Têm na mente o Império Britânico. Irlanda não interessa, não se pode comparar ao Reino Unido, mas,... se fosse nossa? :twisted:
Neste forum o que eu vi ás vezes é o desejo de que a língua e cultura de Castela não retroceda. Castelão (castelhano) e português aparte do resto.

Alexandre escribió:
Para terminar, e já que vejo que o teu português é excelente, gostava de te perguntar qual a tua opinião em relação à interminável questão da língua galega. Para ti, é uma língua diferente do português? É a mesma língua? Sendo a mesma língua, deve escrever-se respeitando ao máximo o que é galego, ou deve ser escrita totalmente à portuguesa, como defende a Academia Galega da Língua Portuguesa?


Não, meu português é mesmo ruim. Escrevo em galego e uso o google chrome que me anuncia cual palavra está mal escrita. :lol:
O que sei de português é por ler algo na internet e de quando via a rtpi. Custava-me perceber ao principio aos presentadores desta tv. Ao que lhe entendia tudo era o José Hermano Saraiva.

Pode ser quase a mesma língua dependendo de quem fale. A língua é principalmente para falar mas não podemos desprezar ter a mão 2 línguas sem esforço apenas.
O ideal seria ensinar as duas. A individualidade e o ponto de união que abre as portas do mundo lusófono.
A norma Rag se fizera com muita intenção para se separar do português. A grafia adoptada foi uma mala eleição.
Ainda assim, eu não gosto da norma da Agal por escreverem palavras portuguesas e formas que não se dizem cá, como naçom (falta um i), não há um lugar onde se diga. Já que temos língua própria, que represente a fala da gente.
Se calhar no norte de Portugal quiseram ter também língua própria.


25 Ago 2011 23:13
Perfil
Iberista
Avatar de Usuario

Registrado: 10 Sep 2007 18:29
Mensajes: 1834
Nota Re: Pergunta para os espanhóis do foro
escético escribió:
A nobreza galega sempre estivo a se enfrentar, a falta de mouros.




Penso que foi no livro "Viva o Rei!", de Carlos Barros, que li que os nobres galegos levavam a honra a tal extremo que se guerreavam entre si, morrendo às dezenas entre nobres e peões, só para decidirem quem estaria na vanguarda da hoste na conquista das cidades andaluzas aos mouros.



escético escribió:
Commonwealth? Não deveria ter lá Portugal o seu sitio?
Acordos preferenciais há, mas não vem ser o mesmo. Não levantes muros culturais que não som tais.




Não sei se entendi bem o que escreveste. Estás a dizer que faz mais sentido Portugal fazer parte de uma Commonwealth "Hispânica" do que os países da América Latina?



escético escribió:
Neste forum o que eu vi ás vezes é o desejo de que a língua e cultura de Castela não retroceda. Castelão (castelhano) e português aparte do resto.




Desde que essa preocupação com o "retrocesso" da língua e cultura de Castela (quantos espanhóis não saberão falar castelhano?), seja compensada com igual preocupação com o retrocesso real das outras línguas ibéricas, como por exemplo o galego. Será?



escético escribió:
Não, meu português é mesmo ruim. Escrevo em galego e uso o google chrome que me anuncia cual palavra está mal escrita. :lol:




Ah, com que então andas a enganar o pessoal!! :D



escético escribió:
A norma Rag se fizera com muita intenção para se separar do português. A grafia adoptada foi uma mala eleição.
Ainda assim, eu não gosto da norma da Agal por escreverem palavras portuguesas e formas que não se dizem cá, como naçom (falta um i), não há um lugar onde se diga. Já que temos língua própria, que represente a fala da gente.




Sim, é verdade. Mas não te parece que se deve, pelo menos, galeguizar mais o vocabulário, voltando a usar as palavras galegas que foram substituídas pelas castelhanas?



escético escribió:
Se calhar no norte de Portugal quiseram ter também língua própria.




Não chegamos a tanto, apesar das particularidades dos falares do Norte de Portugal serem mal vistos no país em geral, e até mesmo por muitos nortenhos.
Se as pessoas do Norte de Portugal tivessem uma noção básica da história da língua, talvez pensassem de forma diferente e já tivessem mais orgulho no que é seu.

_________________
"Todos os seres vivos tremem diante da violência. Todos temem a morte, todos amam a vida.
Projeta-te a ti mesmo em todas as criaturas. Então, a quem poderás ferir? Que mal poderás fazer?" Buda


27 Ago 2011 22:31
Perfil

Registrado: 09 Ago 2011 12:48
Mensajes: 14
Nota Re: Pergunta para os espanhóis do foro
Alexandre escribió:
Não sei se entendi bem o que escreveste. Estás a dizer que faz mais sentido Portugal fazer parte de uma Commonwealth "Hispânica" do que os países da América Latina?


Digo que teria sentido que Portugal e Brasil viessem formar parte desse teórico ponto de encontro.
Tu queres fazer ver que vai muita menos distancia cultural de Espanha ás suas ex-colónias do que de Espanha a Portugal. Para mim a diferença é ser Portugal o eterno desconhecido.
Ademais, haverá que sinalar os contrastes entre a população, que o carácter da gente é bem distinto em Buenos Aires, Lima ou La Havana. Não som outras Castelas.
Refiro-me à forma de se comportar em sociedade, pois se bem cada pessoa tem o seu carácter, não é menos certo que nos adaptamos ao nosso entorno copiando inconscientemente muitos comportamentos, começando pelo acento. Não há uma Hispano-América homogénea.


Alexandre escribió:
Desde que essa preocupação com o "retrocesso" da língua e cultura de Castela (quantos espanhóis não saberão falar castelhano?), seja compensada com igual preocupação com o retrocesso real das outras línguas ibéricas, como por exemplo o galego. Será?


Não estou a favor desse medo à perda de terreno linguístico por parte do castelhano, mas é um grau menor que o imperialismo. Cada povo deve dar prioridade à sua língua própria, independentemente de falar outras. Cada língua é fruto do sentir dum povo, é uma herança de família que tens a obriga moral de transmitir, é parte da riqueza cultural do ser humano. Som argumentos que não se compreendem ás vezes em lugares onde se fala apenas uma língua.
O castelhano jamais estará em perigo mas deve deixar passo ás outras línguas em sectores nos que tem status de quase exclusividade, como comercio, religião ou justiça. Senão sempre se estará a ver a língua própria como limitada e só válida para o entorno familiar. É o lento caminho da desaparição.

escético escribió:
Ah, com que então andas a enganar o pessoal!! :D


É divertido :) . Será que do galego ao português pouca diferença há. Com o catalão não posso fazer o mesmo.

Alexandre escribió:
Mas não te parece que se deve, pelo menos, galeguizar mais o vocabulário, voltando a usar as palavras galegas que foram substituídas pelas castelhanas?


O galego pelo momento é uma língua viva e deveria recuperar para o uso as palavras pouco estendidas que ainda se falam antes que as palavras mortas.
Temos um vocabulário amplo em termos relacionados com a agricultura, a gadaria e a pesca e a forma de vida tradicional. O galego sobreviveu no rural e todo o moderno já vem com nome em castelhano. É preciso fazer uma lavoura de galeguização destes termos.
O castelhano vai estar sempre a influir no galego. Ensinar português seria importante para frear esse achegamento ao castelhano tão notório, essa espécie de “spanglish” que se escuta ás vezes. Também os meios de comunicação som muito importantes.
A ideia é que não haja imposição, que a gente use novas (ou velhas) palavras de forma natural e as academias confirmem o uso introduzindo-as no dicionário.

Alexandre escribió:
Não chegamos a tanto, apesar das particularidades dos falares do Norte de Portugal serem mal vistos no país em geral, e até mesmo por muitos nortenhos.
Se as pessoas do Norte de Portugal tivessem uma noção básica da história da língua, talvez pensassem de forma diferente e já tivessem mais orgulho no que é seu.


Por isso mesmo, com os seus erros e tudo, ter uma academia regulando a língua dá o reconhecimento que não tem um dialecto, se calhar visto como uma maneira de falar equivocada e própria de camponeses. Renunciar à nossa individualidade abraçando o português padrão devolveria-nos ao status de falar corrompido. As variantes do norte deveriam-se perceber como uma antiga herança que comparte uma comunidade de pessoas, não som inventos da gente por não saber falar correctamente.

Uma pergunta: se a norma padrão do português fosse a língua falada em Tras-os-Montes considerar-se-iam galego e português como idiomas distintos?
Podem-se escrever de maneira distinta alguns termos sem que o tenhamos que considerar outro idioma.


30 Ago 2011 15:37
Perfil


Mostrar mensajes previos:  Ordenar por  
Responder al tema   [ 12 mensajes ] 

¿Quién está conectado?

Usuarios navegando por este Foro: No hay usuarios registrados visitando el Foro y 0 invitados


No puede abrir nuevos temas en este Foro
No puede responder a temas en este Foro
No puede editar sus mensajes en este Foro
No puede borrar sus mensajes en este Foro
No puede enviar adjuntos en este Foro

Buscar:
cron
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group
Forum style by ST Software.
Traducción al español por Huan Manwë para phpbb-es.com
phpBB SEO
Crear Foro | Subir Foto | Condiciones de Uso | Política de privacidad | Denuncie el foro