Responder al tema  [ 1 mensaje ] 
Reabilitar ou construir: o desafio futuro de Lisboa 
Autor Mensaje
Iberista
Avatar de Usuario

Registrado: 16 Ago 2007 15:40
Mensajes: 1692
Ubicación: d'aquí p'allá, no paramos
Nota Reabilitar ou construir: o desafio futuro de Lisboa
http://dn.sapo.pt/2009/02/13/cidades/re ... futur.html

Reabilitar ou construir: o desafio futuro de Lisboa
LUÍSA BOTINAS
LEONARDO NEGRAO - ARQUIVO DN
Programa. Autarquia define linhas estratégicas para o problema da habitação


Deve a autarquia de Lisboa apostar na construção nova ou na reabilitação do edificado? Ou procurar um equilíbrio entre ambas? "É uma resposta que só os políticos, e, neste caso, a câmara podem dar. Nós estamos a fazer o trabalho que fundamentará as opções", sublinha Helena Roseta, vereadora do movimento Cidadãos por Lisboa, a quem foi entregue a coordenação do Programa Local de Habitação (PLH).

O PLH cumpriu a sua primeira fase de calendário. Já tem diagnósticos feitos, depois de anos de políticas de habitação descontínuas, e até avança medidas e propostas. Contudo, terá de ser o executivo municipal a decidir o que fazer e como fazer para que Lisboa seja uma cidade agradável para viver e trabalhar. Mas o cenário não é animador.

A partir do diagnóstico feito no âmbito do PLH (que foi buscar dados aos serviços municipais e a outros estudos já feitos), Lisboa é uma cidade onde o conjunto de alojamentos tem aumentado (de 60 692 mil, em 1960, para 292 065, em 2001 ), mas de onde, nos últimos 20 anos, tem partido um terço da população (em 1981 residiam em Lisboa 796 534 mil pessoas e em 2001, viviam 564 657 mil pessoas).

Por outro lado, na capital portuguesa a média de idades dos edifícios é de 50 anos e o número de fogos devolutos ultrapassa os 40 mil; já para não falar na população residente que está duas vezes mais envelhecida do que a população da região em que se insere. Para Helena Roseta, as opções têm de contemplar todos estes aspectos dos problemas existentes e não pode haver uma varinha de condão que resolva tudo de uma vez.

Há que direccionar as acções para a reabilitação, os realojamentos, os bairros críticos, os bairros clandestinos, as carências sociourbanísticas (nas duas grandes zonas novas da cidade - Parque das Nações e Alta de Lisboa não há centros de saúde). Se estes problemas não forem resolvidos quem quererá vir viver para Lisboa ou aqui permanecer? A criação de um fundo municipal de urbanismo e a obrigatoriedade de reservar 25% do total das casas a construir para habitação a custos controlados, são algumas propostas do PLH a apresentar já no próximo mês. Nessa altura, deverão ficar definidos os eixos prioritários de intervenção.|

Imagen

_________________
Imagen


13 Feb 2009 18:26
Perfil
Mostrar mensajes previos:  Ordenar por  
Responder al tema   [ 1 mensaje ] 

¿Quién está conectado?

Usuarios navegando por este Foro: No hay usuarios registrados visitando el Foro y 0 invitados


No puede abrir nuevos temas en este Foro
No puede responder a temas en este Foro
No puede editar sus mensajes en este Foro
No puede borrar sus mensajes en este Foro
No puede enviar adjuntos en este Foro

Buscar:
cron
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group
Forum style by ST Software.
Traducción al español por Huan Manwë para phpbb-es.com
phpBB SEO
Crear Foro | Subir Foto | Condiciones de Uso | Política de privacidad | Denuncie el foro